Autor Tópico: Alterar O Motor Do Fiat Uno Turbo Ie (mk1 E Mk2)  (Lida 20766 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

smokeme

  • Maserati

  • Offline
  • *
  • 5584
  • Karma:
    +0/-0
    • http://smokeme.coconia.net/index.htm
Alterar O Motor Do Fiat Uno Turbo Ie (mk1 E Mk2)
« em: 22 de Abril, 2006, 03:31:06 »
Ora como sabem eu disse que iria fazer um artigo sobre alterar o motor do Fiat Uno Turbo ie (mk1 e mk2)

Passei algum tempo a contemplar como iria escrever tál artigo, existe muitas maneiras de atingir o mesmo objectivo apesar de terem algumas coisas em comum...

A primeira coisa quando se quer alterar um veiculo é aprender a conduzir, e conhecer o veiculo e os seus limites de origem.
Logo de seguida vem as alterações de segurança como a suspenção, travões, jantes, pneus etc
Depois não nos podemos esquecer de remover peso em excesso, balançar o chassis, e por fim se vai ao motor.

O patamar decidido para este artigo é de 200cv ao motor.

Para terem uma ideia isto são os limites definidos por alguns:

-injectores são demasiado pequenos, 140cv max (com pressão de origem)
-turbo de origem esgota aos 140-150cv
-escape de origem é muito restrictivo, para não falar do peso
-colector de admissão do mk2 é superior
-chip, centralina de origem não vai lá
-dependedo do estilo de condução a embraiagem de origem tambem não vai gostar muito
-arvore de cames, apesar da de origem conseguir atingir o objectivo existem outras melhores

os pistons, bielas e cambota aguentam bem até aos 240cv mas a partir dai já é necessario muito cuidado com as misturas


Quando se altera um motor é normal se alterar de fora para dentro, ou seja admissão, escape, cabeça, e por fim bloco.

Arvore de cames

Um dos temas mais controversos de tuning até hoje, muitos falam em aumentos enormes mas quando testados pouco se ganha acima de origem. Apenas trocar a cam em si não vai trazer grandes ganhos sem mais alterações devido a restrições no sistema de admissão e escape.

Apesar da cam de origem conseguir atingir o nosso patamar existe alguns ganhos em trocar. Quando dinheiro não é problema existem muitas por onde escolher como a Piper fast road/rally cam e váris marcas mais.


Filtro de ar

Nesta area já ouvi de tudo mas a realidade é que o filtro de origem não é nada restrictivo, a restrição é de facto a entrada de ar na caixa de origem. Pode ser mudado para looks e estilo mas nada de performance, basta fazer uns buracos na caixa de origem.

Escape

Todos falam em escapes livres ou directos e de diametros enormes, facto é que um escape livre ou directo é a maneira mais rapida e eficaz de detruir um turbo. Um turbo precisa no minimo de 1,5psi de pressão (back pressure) para manter os seals em condições.

Existe muitas opções como Scorpion e Remus, muitos optam por uma linha completa da Scorpion.

Cabeça mais conhecida como colaça

Como neste caso estamos a falar de uma cabeça de 8 valvulas os ganhos podem variar entre os 10% a 20% com as valvulas do tamanho de origem, tudo depende da capacidade e sabedoria de quem faz o trabalho (ou da sorte do sapateiro :P )

Aumentando o tamanho das valvulas é possivel obter ganhos de 20-35% tudo dependente de quem faz a alteração.

Muitos que chegam a esta fase trocam as molas das valvulas por molas mais rijas ou duplas/triplas, isto serve para aumentar a rotação maxima que o sistema de valvulas suporta antes de atingir "valve float/bounce".

Corpo de injecção

A este ponto é aconselhavel alterar o de origem ou subtituir por um de maior tamanho para facilitar a entrada de ar no motor.

Intercooler

O Intercooler é uma daquelas alterações que só em si não traz ganhos mas possibilita melhor desenpenho de outras partes que irão trazer esses ganhos.

Muitos optão por intercoolers usadas como as do integrale e cosworth, se o dinhero não for problema existe muitas companhias a fazer intercoolers a grandes preços.

Turbocompressor

O turbo de origem é demasiado pequeno para potencia seria, no motor de origem esgota aos 140cv..onde tambem fica os limites da injecção de origem. Contudo é possivel atingir 150cv com o turbo de origem mas não compensa a não ser que seja esse o patamar.

Neste caso pode-se optar por um T28 ou T3 se quiser potencia barata ou por um hibrido como o GT28RS se quiser uma maior banda de potencia.

injecção

Isto é onde começa a maioria dos problemas.

Os injectores têm de ser maiores, alguns optão pelos do integrale e outros peos do cosworth e um sistema stand alone mas existe mais opções.

A opção mais barata é usar o sistema de injecão de origem e montar um injector extra que trabalha a partir do senoser de overboost montado no colector de admissão. O injector é controlado através de um controlador separado ou sistema piggyback.

Ambos têm vantagens e disvantagens.

O stand alone é caro e mais dificil de montar mas traz os ganhos maiores

O injector extra é mais barato mas mais dificil de configurar, e é necessario alterar a injecção de origem para funcionar bem.

Isto é o necessario para atingir 200cv ao motor, claro que há mais coisas que se devem fazer para melhorar a fiabilidade do motor.

-Oil cooler maior
-Blow Off Valve
-remover peso do motor como do volante do motor etc
-trocar as tubagens de plastico por outras de silicone
-junta de cabeça reforçada (wire ringed engine block)
-manometro de pressão do turbo e do oleo
-embraiagem reforçada


Visto que isto foi escrito de cabeça, se me esqueci de alguma coisa ou alguma area não foi cobrida da maneira certa é favor dizer :t_up:

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Este topico foi criado com a ajuda de varias pessoas com conhecimento na area para me certificar de certos limites, no entanto não me responsabilizo por quaisquer danos causados por seguir este artigo.

For educational purposes only. Somente para uso educacional.

Quem quiser pode meter links de outras forums ou sites para esta informação mas de forma NENHUMA podem copiar a info. :t_up:

You may place links to this page, i do not allow the above information to be placed anywhere else except this forum. No copies allowed.



copyright [email protected]
« Última modificação: 29 de Maio, 2006, 00:49:03 por smokeme »

http://turbofire.no.sapo.pt/index.htm
Diesel não é a minha area...
 
Coloquem as perguntas no forum ou pesquisem, não respondo a PM.

mk1peter

  • Encartado

  • Offline
  • *
  • 97
  • Karma:
    +0/-0
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Re:Alterar O Motor Do Fiat Uno Turbo Ie (mk1 E Mk2)
« Responder #1 em: 05 de Janeiro, 2010, 15:08:11 »
200 cv´s consegues sacar com os injetores do punto gt que sao de 240cc´s  em relaçao ao ic acho que ninguem tira isso com o ic de origem, nem com o turbo, de resto é só desafogar a linha de escape basta tirar as panelas... 
Mk1peter

turbinas

  • Novato

  • Offline
  • *
  • 18
  • Karma:
    +0/-0
Re: Alterar O Motor Do Fiat Uno Turbo Ie (mk1 E Mk2)
« Responder #2 em: 06 de Agosto, 2010, 22:03:19 »
e ainda falta o resto :)

Lancisti

  • Maserati

  • Offline
  • *
  • 5883
  • Karma:
    +0/-0
  • Texto Pessoal
    "La differenza di viaggiare in Lancia"
Re: Alterar O Motor Do Fiat Uno Turbo Ie (mk1 E Mk2)
« Responder #3 em: 31 de Maio, 2011, 10:39:28 »
Isto tinha.me passado ao lado... Estas cabeças já têm molas duplas de origem!

Rui_turboie

  • Encartado

  • Offline
  • *
  • 76
  • Karma:
    +0/-0
Re: Alterar O Motor Do Fiat Uno Turbo Ie (mk1 E Mk2)
« Responder #4 em: 09 de Outubro, 2012, 23:22:57 »
a electronica de origem do mk1 é muito dificil chegar aos 200cv.

em relaçao a back pressure é uma questao que ando a tentar perceber.alguem me pode dar uma esplicaçao?
no meu ver,quanto mais rapido sairem os gases de escape ,mais rapido entra o ar na admissao.

Rara

  • Moderação
  • Maserati

  • Offline
  • ****
  • 7444
  • Karma:
    +12/-0
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Re: Alterar O Motor Do Fiat Uno Turbo Ie (mk1 E Mk2)
« Responder #5 em: 10 de Outubro, 2012, 10:32:31 »
a electronica de origem do mk1 é muito dificil chegar aos 200cv.

em relaçao a back pressure é uma questao que ando a tentar perceber.alguem me pode dar uma esplicaçao?
no meu ver,quanto mais rapido sairem os gases de escape ,mais rapido entra o ar na admissao.

O backpressure ajuda a estabilizar o eixo do turbo, que normalmente é o que tem tendência a morrer primeiro ( vedantes e tal ) quando os escapes estão livres. Além disso com um escape completamente livre perdes binário em baixas. ;)

A partir de certa altura a restrição só prejudica o desempenho do motor, mas o equilibrio da linha de escape é muito importante.
Fiat Stilo MW 140
Fiat Punto GT
Fiat Punto 16V Mk2

Rui_turboie

  • Encartado

  • Offline
  • *
  • 76
  • Karma:
    +0/-0
Re: Alterar O Motor Do Fiat Uno Turbo Ie (mk1 E Mk2)
« Responder #6 em: 10 de Outubro, 2012, 22:24:14 »
o meu anda livre que nem um passarinho  :d_grin: linha de 60mm desde o turbo ate ao para choques de tras  :uikabom: e ainda tem west gate externa de 40mm logo ali para o chao debaixo do motor.e em relaçao as baixas,ate nao esta mau, mas tambem quase que nao sei o que sao baixas desde que montei o gt28  :rolleyes:

Rara

  • Moderação
  • Maserati

  • Offline
  • ****
  • 7444
  • Karma:
    +12/-0
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Re: Alterar O Motor Do Fiat Uno Turbo Ie (mk1 E Mk2)
« Responder #7 em: 10 de Outubro, 2012, 22:39:24 »
o meu anda livre que nem um passarinho  :d_grin: linha de 60mm desde o turbo ate ao para choques de tras  :uikabom: e ainda tem west gate externa de 40mm logo ali para o chao debaixo do motor.e em relaçao as baixas,ate nao esta mau, mas tambem quase que nao sei o que sao baixas desde que montei o gt28  :rolleyes:

Pois, com o motor do turbo ie e um GT28rs não há baixas....  :lol: :lol:

Eu tenho o problema ao contrário, um 2.0T e um T25, pelo menos até montar o T3/T4OE....  :d_grin: :d_grin:
Fiat Stilo MW 140
Fiat Punto GT
Fiat Punto 16V Mk2

jota

  • Giannini

  • Offline
  • *
  • 307
  • Karma:
    +0/-0
Re: Alterar O Motor Do Fiat Uno Turbo Ie (mk1 E Mk2)
« Responder #8 em: 18 de Outubro, 2012, 13:49:17 »
Pessoal boas em termos de panelas aconcelho-vos a tirar o silenciador e ficar com a panela de rendimento isto especificação da fiat auto corse mesmo o  turbo ie pelo menos o mki que é o que conheço melhor, se tirarem as panelas todas o carro fica a perder mt claro depende para que queiram o carro, em termos de potencia 150cvs tira-se na boa sem grande esforço.

Devo recordar que os unos Gr A da Fiat andavam com os turbos de origem a fazer cerca 190cvs :D uns verdadeiros diabos do asfalto.
Isto dito pelo preparador da abarth italia que afirma que os ihi sao mais resistentes e melhores que os garret já que os ihi tbm equipam algums maseratis sendo turbos mais fiaveis que os Garret e com um corpo que aguenta melhor as pressões
quanto aos ics a Fiat n especifica apenas afirma a colocação de um possivel ic pouco maior.

Claro isto tudo depende do uso do carro.

 Abraços turbinados para todos :D
CPM-Campeonato Portugal de Montanha
COR- Campeonato Open de Ralis
Troféu Fastbravo
Troféu Desafio Único

PocketRockets

  • Encartado

  • Offline
  • *
  • 92
  • Karma:
    +0/-0
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
  • Texto Pessoal
    LOVE CARS
    • CANAL POCKET ROCKETS
Re: Alterar O Motor Do Fiat Uno Turbo Ie (mk1 E Mk2)
« Responder #9 em: 10 de Janeiro, 2017, 23:27:34 »
Excelente post , como estou a restaurar um mk 1 turbo ie , mas é para ficar original
-FIAT GRANDE PUNTO VAN 1.3Mjet 90cv DYNAMIC JANTES 17" EVO ABARTH INTERIOR PELE
-FIAT UNO TURBO I.E. MK1 1987 VERMELHO (EM RESTAURO)
-LANCIA THEMA 8.32 S1 1987  CINZA ESCURO
-audi a4 2.0tdi 140cv 2005 preto 7Gtronic