Autor Tópico: Segurança  (Lida 7015 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Tiffosi

  • Moderação
  • Ferrari

  • Offline
  • ****
  • 17082
  • Karma:
    +9/-8
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Segurança
« em: 21 de Junho, 2007, 19:05:10 »



Aviso ao público sobre possíveis burlas cometidas através da INTERNET

«No âmbito das competências de prevenção que lhe estão cometidas, a POLÍCIA JUDICIÁRIA alerta para o facto de estarem a chegar ao seu conhecimento um número muito significativo de participações criminais referentes a burlas na aquisição de viaturas usadas com recurso a leilões ou propostas de venda promovidos em sites de referência da INTERNET.

A burla em causa processa-se da seguinte forma:

1.  O comprador acede ao site e licita ou entra em contacto com o vendedor da viatura que pretende adquirir;

2.  Percebido o interesse e determinação na aquisição da viatura, o comprador é convidado a abandonar os canais de pagamento disponibilizados pelo site, beneficiando, por esse motivo, de um desconto apreciável (1.000 a 1.500€)

3.  Sendo-lhe, então, sugerido um meio alternativo de pagamento, envolvendo transferências bancárias directas, através de outras entidades financeiras;

4.  As propostas de venda têm sido referenciadas a partir da Alemanha, destinando-se as respectivas transferências a países de leste ou à própria Alemanha;

5.  Nestas situações, o comprador nunca obtém qualquer contrapartida da transferência efectuada, nomeadamente a entrega do veículo automóvel.

Estas operações são completamente alheias aos sites da INTERNET, os quais funcionam de forma regular, não estando em causa a respectiva legalidade e idoneidade. Trata-se de expedientes ilegítimos, que visam única e exclusivamente o aproveitamento dos mesmos para burlar os utilizadores.»
 
Fonte: Polícia Judiciária

Condições Legais
« Última modificação: 07 de Janeiro, 2014, 16:12:31 por Tiffosi »





Tiffosi

  • Moderação
  • Ferrari

  • Offline
  • ****
  • 17082
  • Karma:
    +9/-8
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Segurança
« Responder #1 em: 21 de Junho, 2007, 19:29:46 »






"Tomada violenta de uma viatura"



Fonte: Polícia Judiciária

Condições Legais
« Última modificação: 07 de Janeiro, 2014, 16:27:08 por Tiffosi »





Tiffosi

  • Moderação
  • Ferrari

  • Offline
  • ****
  • 17082
  • Karma:
    +9/-8
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Segurança
« Responder #2 em: 21 de Junho, 2007, 19:40:24 »




P.S.P. Aconselha... Proteja o seu automóvel


CAMPANHA DE PREVENÇÃO DO CRIME

A POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA aconselha:

O número de viaturas automóveis tem aumentado constantemente...
E o número de roubos, também!!!

Esclarecedor:
Em 2004, a nível nacional, foram furtadas 16356 viaturas
E muitas mais foram vandalizadas!!!
E de muitas outras foram furtados objectos!
E algumas, nunca mais foram vistas!!

Através de medidas simples e fáceis de aplicar, pode ajudar-nos

- A diminuir o número de furtos
- A desmotivar os larápios

E, mais do que isso ...

...A proteger a sua viatura

LEMBRE-SE DISTO: O AUTOMÓVEL É UM INVESTIMENTO MUITO
IMPORTANTE! MERECE SER PROTEGIDO.

NÃO ESPERE: É PREFERÍVEL PROTEGER-SE DO ROUBO QUE DEIXAR-SE ROUBAR.

TODOS OS CARROS TÊM INTERESSE PARA O MARGINAL
POR ISSO... NÃO FACILITE!!!

Se:

- o seu carro é usado ou novo
- o seu carro é de modelo vulgar ou fora de comum
- o seu carro é de modelo recente ou antigo
- o seu carro tem fraco valor comercial ou elevado

ENTÃO O SEU CARRO É UM ALVO POTENCIAL

Lembre-se: Para o marginal todos os carros têm interesse. Basta que exista um mercado paralelo de peças e acessórios.

O SEU carro!...Qualquer carro!
Lembre-se
Não facilite a vida aos marginais!

COLABORE COM A POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA!
SIGA OS NOSSOS CONSELHOS !

»FURTO DE VEÍCULOS

ALÉM DE FECHAR O SEU CARRO...

- Tranque as portas.
- Guarde as chaves sobressalentes em casa ou no seu bolso, mas nunca no interior da viatura.
- Substitua os fechos de segurança das portas por hastes finas sem cabeça. É assim praticamente impossivel puxá-los com um arame.
- Quando estacionar , deixe o lado do motor virado para o local mais visível. Se alguém lhe mexer será mais facilmente detectado.
- Mesmo que a sua ausência seja breve, nuca deixe o motor a trabalhar. Nem mesmo num parque de estacionamento.
- Use tranca, bengala de pedais ou de volante visível do exterior.
- Use um tampão do depósito de gasolina com fechadura.

E LEMBRE-SE.
O LADRÃO PROFISSIONAL CONHECE TODOS OS ESCONDERIJOS.
E CONHECE MUITO, MESMO MUITO MAIS DO QUE VOCÊ, DE AUTOMÓVEIS.

FAÇA INSTALAR NO SEU AUTOMÓVEL, POR UM TÉCNICO
ESPECIALIZADO, UM DISPOSITIVO ANTI-ROUBO. HÁ-OS DE VÁRIAS ESPÉCIES E A PREÇOS ACESSÍVEIS. NÃO SÃO INFALÍVEIS MAS PODEM AFASTAR O "AMADOR "E TORNAR A VIDA DIFÍCIL AO "PROFISSIONAL".


COMO EVITAR O FURTO DE OBJECTOS DEIXADOS NO INTERIOR DO SEU CARRO?

A melhor maneira é, sem dúvida, nunca o fazer, mas, se tal não for possível, então:

- Feche-os no porta- bagagens, mas faça-o antes de chegar ao local onde vai estacionar, porque pode estar a ser observado. Os marginais utilizam muito o sistema de vigiar os parques, vendo quem guarda objectos de valor na mala do carro e agindo posteriormente com lucro.
- Nunca deixe no porta-luvas os documentos da sua viatura, livros de cheques, cartões de crédito, armas de defesa pessoal etc... Lembre-se que este local oferece pouca segurança e constitui um dos primeiros "esconderijos" a despertar a atenção do delinquente.
- Em viagem não deixe a bagagem no porta bagagens, quando parar durante a noite, pois o seu peso e a consequente pressão que exerce sobre o sistema amortecedor, são facilmente detectáveis por um "profissional".
- Instale um sistema amovível - a gaveta - para o seu rádio e leitor de cassetes.

A PREVENÇÃO É A MELHOR PROTECÇÃO

QUE FAZER SE , APESAR DE TODAS AS PRECAUÇÕES, FOR VÍTIMA DE UM FURTO?

- Participe imediatamente à autoridade policial com jurisdição nessa área.
- Faça uma participação detalhada com indicações precisas no que se refere ao veículo e às suas características, nomeadamente se existem marcas especiais que possam facilitar a sua recuperação.
- Dê uma descrição tão exacta quanto possível dos objectos de valor que se encontravam no interior do veículo.

A POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA POSSUI UM SERVIÇO DE COMUNICAÇÕES RÁPIDO E EFICIENTE QUE PERMITE UM ALERTA IMEDIATO A TODOS OS SEUS COMANDOS E UNIDADES DESTACADAS ASSIM COMO ÀS RESTANTES FORÇAS DE SEGURANÇA. QUANTO MAIS OPORTUNA E RÁPIDA FOR A SUA ACÇÃO DE ALERTA ÀS AUTORIDADES, MAIORES SÃO AS POSSIBILIDADES DE ÊXITO NO COMBATE À DELINQUÊNCIA .

A POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA ACONSELHA AINDA, PARA FACILITAR A RECUPERAÇÃO DO SEU CARRO, OS SEGUINTES PROCEDIMENTOS:

- Introduza um cartão de visita pessoal no interior das portas. Se o carro for recuperado, este cartão ajudará à identificação.
- Marque o carro em vários sítios difíceis de ver, seja no motor, na carroçaria, nas jantes ou nos vidros.
- Nunca deixe o livrete ou o registo de propriedade no interior da sua viatura. Isso facilita muito venda do carro e a viciação desses documentos.
- Registe numa ficha os números de fabrico dos extras (rádio, leitor de cassetes, etc.) que incorporar no seu veículo e guarde-a em local seguro.

COMO SE PROTEGER QUANDO CIRCULA COM O SEU CARRO.

- Quando se dirigir para a sua viatura, tenha as chaves disponíveis para abrir rapidamente a porta e tenha em atenção a possível existência de elementos suspeitos junto ao carro.
- Quando circular, mantenha as portas trancadas e os vidros total ou parcialmente subidos. Se alguém quiser forçar a entrada, toque a buzina e/ou acenda as luzes repetidamente.
- Durante a noite procure utilizar vias de comunicação bem iluminadas e com maior movimento, ainda que para isso tenha que percorrer uma distância maior.
- Se se aperceber que o seu carro está a ser seguido, mantenha-se sereno e dirija-se a qualquer instalação    policial ou quartel de bombeiros. Se tal não for possível, procure locais de grande afluência de público e de circulação de veículos.
- À noite, quando chegar a casa, não estacione sem se certificar que não há elementos suspeitos nas     proximidades.  

Fonte: Polícia de Segurança Pública
« Última modificação: 07 de Janeiro, 2014, 18:14:57 por Tiffosi »





Tiffosi

  • Moderação
  • Ferrari

  • Offline
  • ****
  • 17082
  • Karma:
    +9/-8
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Segurança
« Responder #3 em: 21 de Junho, 2007, 19:45:51 »


P.S.P. Aconselha... Trânsito

A Divisão de Trânsito e Segurança Rodoviária do Departamento de Operações da Direcção Nacional da Polícia de Segurança Pública, informa e aconselha :

-A sinistralidade rodoviária é preocupação primordial da actividade de Segurança Pública.
   
-A circulação dentro dos grandes centros urbanos exige uma convivência pacifica e harmoniosa entre condutores ( veículos ) e peões.
   
-Cerca de 89,5% dos peões feridos e 63,9% dos peões mortos verificam-se em acidentes ocorridos dentro das localidades, resultantes, na sua generalidade, de atropelamentos.

Assim, a P.S.P. aconselha:

O condutor:

-Respeite as passadeiras;
-Respeite a sinalização semafórica, não se esquecendo que a luz amarela é para parar e não para "incentivar" a passagem;
-Siga a máxima " Dê tempo a quem precisa ", permitindo que se faça o total atravessamento dos peões nas passadeiras;
-Nas mudanças de direcção deve dar prioridade aos peões;
-A circulação em veículos de duas rodas pelo meio de filas de trânsito paradas deve ser feita com todo o cuidado pois, aproveitando o mesmo momento de paragem, pode estar a atravessar um peão;
-Não esqueça que o condutor de hoje pode ser o peão de amanhã, respeite-se !!!

O peão :

-Respeite as passadeiras;
-Não se "atire" para o meio do trânsito só porque o sinal já mudou e a prioridade lhe assiste, dê também o tempo a quem precisa;
-Não atravesse sem olhar à direita e à esquerda;
-Circule sempre pelos passeios;
-O atravessamento das passadeiras deve ser com a maior brevidade possível, permitindo uma melhor fluidez de tráfego;
-]Não esqueça que o peão de hoje pode ser o condutor de amanhã, respeite-se !!!

Ajude-nos neste combate!! Proteja-se!! Respeite!!

»CANALIZAÇÃO DO STRESS PARA CONDUÇÃO AGRESSIVA

Como é do conhecimento público o exercício da condução pode "transformar" um "pacato" cidadão num verdadeiro "Mad Max" das estradas nacionais.

Os factores motivadores destes comportamentos são fundamentalmente do foro social e psicológico, que "despertam" atitudes verdadeiramente anti-sociais e que levam os condutores a descarregarem as suas frustrações nos outros utentes da via.

Os comportamentos por eles adoptados podem colocar a segurança rodoviária em risco grave, podendo causar, em casos extremos, acidentes com consequências graves.

Reconheça algumas das atitudes:

-Passagem de sinais de STOP e sinais vermelhos;
-Excesso de velocidade;
-"Colados" à retaguarda do veículo que os precede;
-Travagens e acelerações constantes;
-Ultrapassagens pela direita;
-Realizam mudanças de faixa impróprias e pouco seguras;
-Fazem gestos e expressões faciais impróprios;
-Gritam;
-Apitam e fazem sinais de luzes insistentemente;

Estes condutores agressivos reagem, normalmente, aos seus próprios estados de espírito habituais no exercício da condução. Outros são "despoletados" pelo congestionamento de tráfego. No entanto, e por vezes sem qualquer justificação, são "provocados" pelas acções de outro condutor.

Não queira ser o provocador!!
Não se justifique no papel de provocado!!

Na presença de um destes condutores proteja-se contra uma condução agressiva devendo :

-Certificar-se que tem o cinto de segurança bem colocado e que todos os passageiros também estão protegidos;
-Desviar-se e dar-lhe passagem;
-Evitar o contacto visual;
-Não tomar qualquer atitude de desafio.

PRECAUÇÃO NA CONDUÇÃO = GARANTIA DE SEGURANÇA

Para uma melhoria efectiva da segurança dos cidadãos, saúde pública e redução da sinistralidade, bem como privilegiar a pedagogia e prevenção de comportamentos de risco, a PSP aproveita para divulgar alguns conselhos.

»ÀS CRIANÇAS:

-Sai da Viatura sempre pelo lado do passeio;
-Utiliza sempre o cinto de segurança;
-Para tua segurança, atravessa sempre nas passadeiras;
-Nunca brinques na berma do passeio ou na estrada, pois pode ser perigoso;
-Não atravesses a passadeira a correr;
-O caminho mais seguro nem sempre é o mais curto;
-Atenção! Só atravesses quando a luz de passagem de peões estiver verde;
-Aconselha os teus pais a não usarem o telemóvel quando conduzem;
-Conduzir com excesso de velocidade é um perigo! Se os teus pais estiverem nervosos e com pressa de chegar ao seu destino, aconselha-os a abrandarem.

»AOS PAIS:

Antes da Viagem

-Verifique as condições de segurança do seu veículo, especialmente o estado dos pneus, travões, direcção, suspensão, dispositivos de sinalização e focagem dos faróis e o estado de funcionamento dos limpa pára-brisas;
-Acondicione correctamente a bagagem a transportar no veículo. A carga mal acondicionada pode alterar a estabilidade e o controlo da direcção, podendo provocar acidentes, enquanto o sistema de travagem se torna menos eficiente;
Tenha presente que a fadiga, a doença, refeições pesadas, medicamento, álcool, entre outros factores, prejudicam a aptidão para conduzir;
-Escolha criteriosamente o itinerário, opte por estradas com menos movimento e evite, se possível, as horas de ponta.

Durante a Viagem

-Assuma o compromisso consigo próprio de que vai respeitar as regras e evitar os excessos, atendendo aos seguintes aspectos:
-Não faça ingestão de bebidas alcoólicas. A condução sob influência do álcool, além de ser punida por lei, é um enorme factor de risco de acidente;
-Regule a velocidade do seu veículo, tendo em conta as condições de segurança do mesmo, a intensidade de tráfego e as condições da via. O excesso de velocidade é uma das principais causas de acidente em Portugal;
-Se o pavimento estiver escorregadio, conduza com prudência, para que possa parar o seu veículo sem perigo de acidente;
-Mantenha uma distância segura em relação ao veículo que circula à sua frente;
-Antes de ultrapassar, certifique-se de que o pode fazer com segurança;
-Como condição de circulação segura, utilize a via da esquerda das estradas apenas para ultrapassar ou quando a via da direita não estiver livre;
-Evite as manobras perigosas. Seja prudente e conduza com segurança;
-Em caso de avaria, estacione sobre a berma, use o colete retroflector, acenda os intermitentes e coloque o triângulo de sinalização a uma distância de 30 mt.;
-Use correctamente o sistema de luzes, particularmente no cruzamento de veículos;
-Use o cinto de segurança ou dispositivo de retenção para crianças com idade inferior a 12 anos e faça questão de verificar se os seus acompanhantes seguem o seu exemplo;
-Tenha especial atenção ao transporte de crianças, siga as mais elementares regras de segurança, transportando-as no banco de trás com cinto de segurança ou com dispositivo de retenção adequado;
-Tome refeições ligeiras, não conduza mais de duas horas consecutivas. Interrompa periodicamente a sua viagem;
-A utilização de telemóvel durante a condução pode pôr em risco a segurança rodoviária, sendo punível por lei;
-Respeite a sinalização semafórica e as passagens de peões.

E lembre-se: A Polícia de Segurança Pública está ao seu serviço 24 horas por dia.

Fonte: Polícia de Segurança Pública
« Última modificação: 22 de Junho, 2007, 15:21:20 por Tiffosi »





Tiffosi

  • Moderação
  • Ferrari

  • Offline
  • ****
  • 17082
  • Karma:
    +9/-8
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Segurança
« Responder #4 em: 22 de Junho, 2007, 15:43:08 »


Segurança Rodoviária

ACÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO RELATIVA AO CONDUTOR

As consequências dos acidentes de viação ocorridos em Portugal têm mantido um alto índice de gravidade.

É reconhecido que o homem, a máquina e a estrada formam um sistema de cujo equilíbrio e bom funcionamento das partes depende, fundamentalmente, a segurança de qualquer viagem.

Neste sentido, e constatando-se que à maior intensidade de tráfego corresponde maior potencial de risco de acidente, importa CONSCIENCIALIZAR os condutores para a necessidade, neste período da quadra que se avizinha, de adoptarem uma condução de acordo com as condições climatéricas e as características específicas das deslocações próprias desta época do ano.

Assim, a GNR recomenda:

ANTES DA VIAGEM

Verifique as condições de segurança do seu veículo, especialmente o estado dos pneus, travões, direcção, suspensão, dispositivos de sinalização e focagem dos faróis e o estado de funcionamento dos limpa pára-brisas.

Acondicione correctamente a bagagem a transportar no veículo.
A carga mal acondicionada pode alterar a estabilidade e o controlo da direcção, podendo provocar acidentes, enquanto o sistema de travagem se torna menos eficiente.

Tenha presente que a fadiga, a doença, refeições pesadas, medicamentos, álcool, entre outros factores, prejudicam a aptidão para conduzir.

Escolha criteriosamente o itinerário, opte por estradas com menos movimento e evite, se possível, as horas de ponta.

DURANTE A VIAGEM

Assuma o compromisso consigo próprio de que vai respeitar as regras e evitar os excessos, atendendo aos seguintes aspectos:

Não faça ingestão de bebidas alcoólicas. A condução sob influência do álcool, além de ser punida por lei, é um enorme factor de risco de acidente.

Regule a velocidade do seu veículo, tendo em conta as condições de segurança do mesmo, a intensidade de tráfego e as condições da via.

Se o pavimento estiver escorregadio, conduza com prudência, para que possa parar o seu veículo sem perigo de acidente.

Mantenha uma distância segura em relação ao veículo que circula à sua frente.

Antes de ultrapassar, certifique-se de que o pode fazer com segurança.

Como condição de circulação segura em auto-estrada, utilize a via da esquerda apenas para ultrapassar ou quando a via da direita não estiver livre.

Evite as manobras perigosas. Seja prudente e conduza com segurança.

Em caso de avaria, estacione sobre a berma, acenda os intermitentes e coloque o triângulo de sinalização a uma distância de 30m.

Use correctamente o sistema de luzes, particularmente no cruzamento de veículos.

Use o cinto de segurança ou dispositivo de retenção e faça questão de verificar se os seus acompanhantes seguem o seu exemplo.

Tenha especial atenção ao transporte de crianças, siga as mais elementares regras de segurança, transportando-as no banco de trás com cinto de segurança ou com um dispositivo de retenção adequado.

Tome refeições ligeiras, não conduza mais de duas horas consecutivas. Interrompa periodicamente a sua viagem.

PLANEAMENTO DAS VIAGENS - EIXOS PRINCIPAIS E ITINERÁRIOS ALTERNATIVOS

Considerando o aumento de circulação rodoviária que normalmente ocorre nesta época e tendo em conta a experiência acumulada pela GNR nos anos anteriores, impõe-se que os automobilistas sejam INFORMADOS acerca dos itinerários que poderão utilizar nas suas deslocações e que irão ser mais intensamente policiados com vista a criar fluidez no tráfego e segurança rodoviária.

Por outro lado, impõe-se igualmente a RECOMENDAÇÃO de que devem programar cuidadosamente o itinerário, evitar as horas de ponta e, se possível, optar por estradas com menos movimento, estradas essas que habitualmente não utilizam, nem conhecem e que por certo lhes irão proporcionar menos desgaste e mais prazer, comodidade, e segurança na condução.

Neste sentido, a GNR sugere:

-SE VAI DE LISBOA PARA O NORTE

A.E. do Norte (A1) ou EN1 (IC2), podendo ainda, a partir de Leiria, utilizar a EN 109 (IC1), por Figueira da Foz-Aveiro-Espinho e Porto.

A.E. de Loures (A8) até a Leiria. A partir daí, deverá seguir pela EN 1 (IC2) ou pela EN 109 (IC1) até Espinho. Pode utilizar em alternativa a A14 a partir da Figueira da foz em direcção a Coimbra retomando a A1.

-SE VAI DO PORTO PARA VALENÇA (FRONTEIRA)

Utilize o IC1 até V. do Castelo, seguindo a partir daí a EN. 13 em direcção a Valença.
Pode também optar pela A3, por Braga, Ponte de Lima, Valença, ou ainda, pela EN. 13 por Vila do Conde-Povoa de Varzim-Viana do Castelo Valença.

-SE VAI DE LISBOA PARA O NORDESTE TRANSMONTANO

Poderá optar por um dos seguintes itinerários:
Auto-Estrada do Norte (A1) até Coimbra, tomando o IP3 em direcção a Viseu e aqui o IP5 até Celorico da Beira. A partir daí, utilize a EN 102 por Vila Nova de Foz Côa-Macedo de Cavaleiros-Bragança.

Auto-Estrada do Norte (A1) até Aveiro, tomando aí o IP5 em direcção a Viseu-Mangualde até Celorico da Beira. A partir daí, prossiga pela EN 102 em direcção Vila Nova de Foz Côa-Macedo de Cavaleiros-Bragança.

Auto-Estrada do Norte (A1) até ao Porto. A partir daí, utilize a Auto-Estrada Porto-Amarante (A4), prosseguindo depois pelo IP4 até Bragança.

-SE VAI DE LISBOA PARA A BEIRA ALTA

Opte por um dos seguintes itinerários:

Auto-Estrada do Norte (A1) ou Estrada Nacional nº1 até Albergaria-a-Velha. A partir daí, tome o IP5, que lhe permitirá seguir até Vilar Formoso ou:

Auto-Estrada do Norte (A1) ou EN 1 até Coimbra e, a partir daí, pela Estrada Nacional nº17 (Estrada da Beira) (IC6) até Celorico da Beira, podendo prosseguir depois pelo IP5.

Auto-Estrada do Norte (A1) até Coimbra-Norte, onde abandonará a Auto-Estrada, tomando o IP3, em direcção a Viseu. A partir do Rojão Grande, a escolha é sua: ou vai para Viseu, via Santa Comba Dão, ou toma a direcção de Mangualde onde encontrará o IP5.

Pode ainda optar pela Auto-Estrada do Norte (A1) até Torres Novas, tomando aí a A23 em direcção à Guarda/ Vilar Formoso.

-SE VAI DE LISBOA PARA A BEIRA BAIXA

Também tem possibilidades de escolha:

Auto-Estrada do Norte (A1) até Torres Novas, tomando aí a A23 até Castelo Branco ou:

Optando, pela Auto-Estrada do Norte (A1) até Vila Franca de Xira, seguindo depois pela Estrada Nacional nº10 até ao Infantado e, a partir daí, pela Estrada Nacional nº119 (IC13), Coruche-Mora tomando a EN 2 - Ponte de Sôr-Gavião, EN 118 até ao Cruzamento do Arez-Barragem do Fratel, seguindo depois pela A23 em direcção a Castelo Branco, ou se pretender, até à Guarda.

-SE VAI DE LISBOA PARA O CENTRO DO PAÍS

Auto-Estrada do Norte (A1) até Torres Novas. A partir daí, siga pela A23 até ao Entroncamento, tomando depois a Estrada Nacional nº110 (IC3) em direcção a Tomar, e depois para Coimbra, por Penela e Condeixa.

Auto-Estrada do Norte (A1) até Pombal. A partir daí, prossiga pelo IC8 em direcção a Pedrogão Grande-Sertã e Proença-a-Nova.

-SE VAI DE LISBOA PARA ELVAS (FRONTEIRA)

Poderá escolher um dos seguintes itinerários:

Auto-Estrada do Sul (A2), no nó de Setúbal entre na A6 em direcção ao Caia.

Auto-Estrada do Norte (A1) até Vila Franca de Xira, seguindo depois pela Estrada Nacional nº10 por Infantado até Pegões. A partir daí, tome a Estrada Nacional nº 4 em direcção a Vendas Novas-Montemor-o-Novo-Estremoz-Elvas.

-SE VAI DE LISBOA PARA O ALGARVE

Utilize um dos seguintes itinerários:

Para a Região do Barlavento

Ponte 25 de Abril ou Ponte Vasco da Gama Auto - Estrada do Sul (A2) até à Via do Infante ( A22/IP1) e seguir até Portimão. Poderá também optar pela Estrada Nacional nº125 e seguir em direcção a Portimão e Lagos, ou pela EN 124, saindo da A2 em S.Bartolomeu de Messines passando por Silves em direcção a Portimão.
Em alternativa, a partir de Grândola (A2) pode seguir pelo IP8 até Sines onde deverá seguir em direcção a Odemira e, posteriormente, por Aljezur (EN 120) até Lagos onde poderá depois tomar a EN125.

Para a Região do Sotavento

Ponte 25 de Abril ou Vasco da Gama – Auto - Estrada do Sul (A 2) – Grândola Sul. A partir daí, tome a direcção de Sta. Margarida do Sado, pela Estrada Nacional nº 259, e siga por Ferreira do Alentejo (EN 121) até Beja. Prossiga pela Estrada Nacional nº122, por Mértola até Vila Real de Santo António, ou

Ponte 25 de Abril ou Vasco da Gama – Auto - Estrada do Sul (A2) até ao Algarve e a partir daí, pela Via do Infante (A22/IP1) até ao nó de Castro Marim ou, se preferir, opte pela Estrada Nacional nº125 por Faro-Olhão-Tavira e Vila Real de Santo António.

Ponte 25 de Abril ou Vasco da Gama – Auto - Estrada do Sul (A2) até ao Algarve e a partir daí

-SE VAI DO ALGARVE PARA O NORTE

Opte por um dos seguintes itinerários:

Inicio na EN 125 OU Via do Infante entre na A2 em direcção à Ponte 25 de Abril, Lisboa, ou no nó de Setúbal, seguir em direcção ao Montijo, pela A12, Ponte Vasco da Gama, A1 seguindo direcção Norte;

Algarve-Ourique pelo IC1, seguir em direcção a Beja pelo IP2, tomando a A6, em Évora, seguindo depois o itinerário apontado na opção anterior.

Algarve-Ourique (A2) Grândola - Sul, Alcácer do Sal, prosseguindo pelo IC1 até Marateca. A partir daí, siga pela Estrada Nacional nº10 Pegões-Infantado-Vila Franca de Xira, onde tomará a Auto-Estrada do Norte (A1) ou Estrada Nacional nº1 (IC2).

NOTA: Em caso de interdição de estradas por qualquer motivo, consulte a página principal da GNR em www.gnr.pt ou informe-se dos itinerários alternativos pelo telefone do Comando da Brigada de Trânsito (21 3922300).

"Tenha presente que o êxito da viagem, antes de mais, depende de si"

Fonte: Guarda Nacional Republicana



 
 
 





Tiffosi

  • Moderação
  • Ferrari

  • Offline
  • ****
  • 17082
  • Karma:
    +9/-8
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Segurança
« Responder #5 em: 06 de Julho, 2007, 15:08:22 »







Denuncie Conteúdos Ilegais



« Última modificação: 07 de Janeiro, 2014, 16:35:00 por Tiffosi »





Tiffosi

  • Moderação
  • Ferrari

  • Offline
  • ****
  • 17082
  • Karma:
    +9/-8
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Segurança
« Responder #6 em: 26 de Setembro, 2007, 17:14:45 »


CARJACKING

O termo tem origem na língua inglesa e é utilizado primeiramente nos E.U.A. como "HIGHJACKING", que significava o roubo de viajante ou veículo em trânsito ou tomada de veículo pelo uso da força.
Deve ainda realçar-se que o conceito de Highjacking abrange todos os tipos de veículos, onde se incluem barcos, aeronaves, comboios, automóveis, motociclos, etc.

Mais recentemente, e devido à especificidade e aumento das acções levadas a cabo envolvendo automóveis, surge o conceito de "CARJACKING", ou seja, tentativa ou consumação do roubo da viatura, em que esta é retirada à vítima com uso da força ou ameaça.


Relativamente a este fenómeno a PSP informa que :

1.Quanto à periodicidade semanal, conclui-se que não existe maior ênfase ao fim-de-semana, apresentando o fenómeno uma distribuição homogénea semanalmente.

2.O fenómeno é maioritariamente praticado no período nocturno.

3.Este tipo de distribuição indicia uma actividade com carácter regular ao longo do ano e ao longo da semana, demonstrando tais factos que a maioria dos casos apresentam algum planeamento, aproveitando todas as condições que garantam aos suspeitos uma maior protecção e segurança na concretização dos seus intentos.

4.A violência é claramente acentuada na prática deste tipo de crime. O recurso a armas de fogo assume particular preponderância, surgindo de seguida os casos praticados com coacção física e/ou psicológica e as ameaças com recurso a arma branca.

5.À violência dos actos somam-se ainda os casos em que as vítimas permaneceram sequestradas nos veículos na companhia dos suspeitos e por estes maltratadas para darem informações sobre os códigos dos seus cartões de multibanco e telemóveis bem como ficarem despojadas de outros bens.

6.O escalão etário dos suspeitos surge com maior percentagem entre os 25 e os 44 anos de idade.

7.O carjacking é levado a cabo maioritariamente na via pública, a estacionar ou a sair do estacionamento. A vítima é abordada tanto dentro como fora do carro. No entanto, surgem também, em menor escala, casos de bloqueio do veículo com outras viaturas, situações de paragem em semáforo e simulação de colisão.

8.Mais de 70% dos carros roubados são recuperados.

9.As vítimas foram sobretudo homens que se deslocavam sozinhos e, na maioria dos casos, com idade superior a 44 anos.


TENHA EM CONTA O SEGUINTE :

a.Ao aproximar-se do veículo, deve ser prestada a máxima atenção a tudo o que o rodeia. Se forem observadas pessoas ou viaturas suspeitas, não deve dirigir-se para a mesma mas sim para um local seguro e, de imediato, ligar para a polícia local. Os suspeitos não devem ser confrontados a não ser pelas autoridades policiais.

b.Para estacionar o veículo deve observar-se o referido no ponto anterior, tentando ainda, sempre que possível, evitar estacionar em locais ermos e/ou com fraca iluminação.

c.Sempre que possível, deve ser evitado demonstrar a intenção de entrar ou sair do veículo, não devendo ser exibidas as chaves ou o controlo remoto do mesmo.

d.sempre conduzir com as portas fechadas e os vidros da viatura subidos.

e. Se tiver telemóvel, tenha a garantia que tem a bateria carregada e leve-o sempre consigo.

f. Preste atenção aos veículos que suspeite que o estejam a seguir. Se suspeitar que está a ser seguido, dirija o seu carro para uma zona segura, de preferência para um local com muito movimento, para junto de uma esquadra de polícia ou use o seu telemóvel e ligue via 112.

g. Procure sempre conduzir mantendo uma distância segura entre o carro que segue à sua frente. Isto dar-lhe-á espaço para uma fuga de emergência, além de lhe permitir uma melhor visibilidade.

h. for abordado por um ou mais indivíduos estranhos e suspeitos procure fugir com a viatura e utilize os sinais sonoros para atrair atenções.

i. Em algumas das situações os suspeitos de carjacking podem dar um pequeno toque na sua viatura (simulação de colisão). Caso isto aconteça, e não se sinta seguro no local onde se encontra, não sai da viatura para inspeccionar os danos. "procure, caso a colisão seja mínima, sair de imediato do local, ligue as luzes de emergência da sua viatura ("piscas") e conduza de modo seguro até uma estação de combustível ou até uma esquadra de polícia ou outro local onde se sinta em segurança.

j. Podem haver situações em que os suspeitos lhe fazem sinais alertando-o para um qualquer falso problema na sua viatura (pneus, portas, etc.). Nestes casos, procure certificar-se se o problema realmente existe num local onde se sinta seguro.

k. Se for vítima de carjacking não resista. Logo que possível , e em segurança, ligue via 112 e procure auxílio.

l. Procure, na medida do possível, memorizar todas as características fisionómicas dos suspeitos, tipo de roupa que vestem, meios utilizados, pronúncias, sotaques, viaturas em que seguiam, etc.

Fonte: Polícia de Segurança Pública  





Tiffosi

  • Moderação
  • Ferrari

  • Offline
  • ****
  • 17082
  • Karma:
    +9/-8
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Segurança
« Responder #7 em: 01 de Fevereiro, 2008, 16:27:30 »


Denúncia de crimes e Perdidos e Achados pela Internet

2008-01-30

Ministério da Administração Interna

Sistema de Queixa Electrónica - Crimes denunciados pela Internet

Numa apresentação que decorreu no Salão Nobre do MAI, o ministro da Administração Interna, Rui Pereira, divulgou os dois novos sítios da Internet destinados a facilitar a relação dos cidadãos com as Forças e os Serviços de Segurança. Os cidadãos portugueses ou estrangeiros vão poder apresentar, a partir de dia 31 de Janeiro, queixas ou denunciar crimes às autoridades via Internet, através do Sistema de Queixa Electrónica (SQE).

A ofensa à integridade física simples, violência doméstica, maus-tratos, furto, roubo, burla, extorsão, tráfico de pessoas e lenocínio são alguns dos crimes que poderão ser denunciados através do SQE, através do endereço http://queixaselectronicas.mai.gov.pt. Este balcão virtual, disponibilizado pelo Ministério da Administração Interna, é um serviço partilhado pela GNR, PSP e pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Foi igualmente apresentado o sistema on-line de Perdidos e Achados que consiste em facilitar o acesso e a comunicação dos cidadãos com a PSP e a GNR via novas tecnologias de informação, colocando em funcionamento permanente um sistema on-line de registo de objectos perdidos e achados entregues nas Forças de Segurança: http://perdidoseachados.mai.gov.pt.

O Programa Simplex cumpre um dos objectivos prioritários do Governo, que passa pela simplificação da legislação e dos procedimentos ligados à área administrativa, num esforço especialmente orientado para a resolução dos impactos mais negativos que a burocracia representa para empresas e cidadãos.

Fonte: Portal do Governo





Tiffosi

  • Moderação
  • Ferrari

  • Offline
  • ****
  • 17082
  • Karma:
    +9/-8
  • Sexo
    Masculino

    Masculino
Segurança
« Responder #8 em: 19 de Dezembro, 2008, 17:36:23 »
Diário da República, 1.ª série — N.º 137 — 18 de Julho de 2007

Assembleia da República

Lei n.º 24/2007 de 18 de Julho

Define direitos dos utentes nas vias rodoviárias classificadas como auto-estradas concessionadas, itinerários principais e itinerários complementares.

A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: